ROGÉRIA, PART TWO: “MEU SOBRENOME É PINTO E NÃO PRETENDO CORTÁ-LO!”

» Públicado por em jan 21, 2013 | 36 comentários

 

Houve um momento em que o telefone não parava de tocar, enquanto a equipe do AS Digital estava no apartamento de Rogéria. Mas ela não atendia. E comentou: “já falei, mas ele não para de ligar. Não aguento mais”. Perguntei: “É seu namorado?”. A resposta: “saímos juntos há 12 anos, estou cansada… Mas ele insiste!” E olha que o bonitão está na faixa dos 30, segundo eu soube depois. Essa é Rogéria, 50 anos de carreira, quase 70 de idade, e puro poder. Leiam abaixo a segunda e última parte da entrevista com a musa.

entrevista de Simone Magalhães

fotos de Fco. Patrício

_____________________

ABAIXO O PRECONCEITO

Você sofreu bullying quando criança?

Nunca! Os meninos sabiam que eu metia a mão na cara, brigava mesmo. Uma vez um garoto maior bateu no meu irmão, que chegou chorando em casa. Fui até a rua e me atraquei com ele. Não ganhei, nem perdi, mas ele não se meteu mais com os outros. Os meninos da vizinhança me adoravam: todos queriam transar comigo (risos). Mas eu mantinha a distância. Adorava brincar de Cleópatra. Eles me carregavam numa liteira improvisada (cadeira sobre duas varas de madeira, usada como transporte dos ricos na antiguidade) e quando um passava a mão na minha perna, eu brigava. Mas depois… Mandava todos pararem de frente pra mim, à distância, e ficava me exibindo, enquanto eles se… (gesto característico e risos)

E quando você era maior? Sei que havia homofóbicos que pertubavam os gays no Centro da Cidade…

De vez em quando eles vinham até a Cinelândia, onde ficávamos. Eu nunca aprendi lutas, mas tinha força nos braços. Uma vez dei uma gravata que deixei um garoto com a língua de fora, ele era metido a bam bam bam. A vizinha gritou pra minha mãe: ‘Corre que o Astolfinho vai matar o menino!’ (risos). Mas quando a barra pesava na Cinelândia, eu corria até a Lapa, e chamava a Carmen Jones (em homenagem ao filme homônimo, protagonizado por Dorothy Dandridge, em 1954) um travesti negro, alto, forte. Ela levava o bando dela e arrebentavam os caras. Eu só dizia: ‘Deixa o último pra mim, que eu quero enfiar as unhas nele!’ (risos).

Mas não tinha tiro, a polícia não aparecia?

Não… Tinha aquela briga toda, depois cada um ia pro seu lado. Eram outros tempos. Em 1996, quando estava no teatro com Roque Santeiro – O Musical, alguns atores foram até a Lapa. Tomei um chope – e como não estou acostumada a beber -, fiquei meio tonta. Vi duas mulheres com cara de homem, e fiquei olhando… De repente, um cara sacou um revólver, veio na minha direção e encostou a arma no meu nariz, perguntando se eu queria morrer. Sem pensar em nada, virei pra ele e perguntei, séria: ‘Você só é homem de revólver na mão?’. E repeti a pergunta. Ele foi embora. O pessoal na mesa começou a dizer que eu era maluca, que não devia ter feito aquilo. Mas, agora, estou aprendendo a me controlar mais.

 Você idolatra sua mãe, Eloá, que faleceu há dois anos, mas não fala de seu pai.

Eles se separaram quando eu era pequena. Imagina uma mulher desquitada, naquela época? Mas minha mãe era forte. Trabalhou muito para nos criar e sempre me apoiou em tudo. Eu chamava minha avó – com quem passava mais tempo – de mãe, minha mãe de mãe Eloá, e meu avô de pai.

E quando encontrou seu pai?

Eu tinha 12 anos e fui muito fria com ele. Tomei as dores da minha mãe, né? Não olhava pra ele, falava pouco. Foi um encontro de um dia. Anos depois, as últimas mulheres dele vieram me procurar pra vê-lo. Mas eu sentia que não tinha afeto por aquele homem.

 

SEM FILHOS, NEM CIRURGIA

DE MUDANÇA DE SEXO

E sua mãe refez a vida amorosa dela?

Mamãe era maravilhosa! Teve namorados que não deram certo, mas acabou se casando com um homem, que já tinha uma filha, e deu uma estabilidade maior à vida dela. Um dia, quando eu era adolescente, abri a geladeira e o ouvi dizendo: ‘O que você quer aí?’. Fechei a porta e saí. Depois, estava procurando as chaves de uma gaveta para abri-la, e ele disse: ‘O que você quer aí, seu viado?’. Me deu um ódio e respondi: ‘Posso ser viado, mas não sou descabaçada feito sua filha’. Imagina isso para um pai daquela época, quando as meninas se casavam virgens? Mas também ele não se meteu mais comigo. E sabe que minha mãe teve um filho com ele? E esse meu irmão é gay? Quando era pequeno, e eu percebi, falei: ‘Ah, mais uma menina na família!’ (risos). Mas perdoei meu padrasto, que já morreu, porque ele nos levava ao cinema pra ver as séries do Rin Tin Tin e filmes musicais.

E você? Nunca pensou em ter filhos, adotar…

Ah, acho que isso não é pra mim… Uma vez, eu quase dei um soco num taxista, que não quis que eu pegasse o carro dele porque estava com meu cachorrinho maltês no colo. Imagina se fosse uma criança! Além do mais minha vida sempre foi de muitas viagens, trabalhos à noite…Seria complicado. Mas deixei minha mãe adotar um menino, o Marcelo. A mãe dele foi secretária (empregada) dela. Mas sabe que anos depois, eles foram embora? Mamãe ficou muito triste.

Você nunca pensou em fazer cirurgia de mudança de sexo?

Nunca poderia ser transexual. Eu sou Astolfo Barroso Pinto, e quero continuar mantendo o pinto (risos). É como eu lhe disse: nunca pensei em ser mulher! Minha mãe dizia que nasci com muita progesterona, daí o meu lado feminino acentuado (risos). Conjugo muito bem o Astolfo com a Rogéria, que é uma grande persona. E imagina fazer aquela operação, sentir dores, e, no final, não ficar com uma vagina como a de uma mulher, mas com uma espécie de buraco negro… Nos anos 70, em Madri, eu estava fazendo muito sucesso num show. Aí, o empresário, quando soube que eu não era operada, falou: ‘Opera-te, Rogéria. E você ainda será uma estrela da TV espanhola’. E descobri que ali todas eram operadas. Ele ficou insistindo, eu disse que queria muito ver a neve em Paris, e voltaria operada. Não voltei, né? 

 RELIGIÃO E EX-GAYS

Você é muito religiosa, não?

Sou. Tenho Deus dentro de mim. E, vira e mexe, encontro o padre da igreja que frequento, aqui perto de casa, que me cobra estar faltando à missa. Tive uma criação católica, e as orações sempre me ‘salvaram’. As pessoas às vezes falam, quando estou diante da imagem de um santo: ‘Mas isso é uma escultura!’. O que importa é o meu sentimento, a minha prece, naquele momento, você entende?

Entendo. Também sou católica…

Então, vem cá, que vou mostrar uma coisa que quase ninguém vê.

E me leva até o quarto dela, abre uma das portas de um grande armário branco, onde está um santuário, com imagens do Sagrado Coração de Jesus, de Jesus Cristo, Santo Antônio, entre outros, cercados por flores, terços e santinhos. Ela faz uma rápida oração, se benze e se volta pra mim, com olhos marejados:

Não é lindo? E dá uma emoção, um sentimento de paz…

Mas não chora, que vai estragar o make… Você, tão católica, o que acha da negação ao uso da camisinha indicada pela Igreja?

Sei dos interesses financeiros que todas as igrejas têm, dos dogmas, de muitas coisas que falam sobre os padres, mas não quero saber disso… Eu rezo, falando direto com o chefe, com Deus. E todo mundo tem que usar camisinha, sim!

Você é contra ou a favor do aborto?

Se fosse mulher, jamais faria. Mas cada uma tem seu livre arbítrio.

E o que acha dessas campanhas que muitos religiosos vêm fazendo para ‘transformar’ gays em ex-gays?

Só posso responder com uma música da Elis: ‘Quá quá rá quá quá, quem riu? Quá quá rá quá, fui eu!’ (Vou Deitar e Rolar, de Baden Powell e Paulo César Pinheiro). É a coisa mais ridícula do mundo! Vi isso num programa de TV e achei um horror. Não existe ex-gay. A pessoa pode ficar reprimida, mas não deixará de ser gay.

 

AS PERNAS QUE ABALARAM PARIS

Você faz exercícios, tem restrições alimentares?

Por que? Estou meio fora de forma?

Não, não é isso (risos). Queria saber como você se mantém. Come de tudo?

Ah, como! Apesar de ser péssima dona de casa e cozinheira. Daquelas que põem um prato pra esquentar alguma comida pronta no microondas, e fica contando: ‘Um, dois, três… Acho que se não explodiu até agora, não vai explodir mais’ (risos).

Ronald: ‘Ela é muito engraçada! Imagina fazendo ovo frito no microondas!’ (risos).

Esse pique todo que você tem é de continuar fazendo shows, nos fins de semana?

Ah, fiz um no sábado passado, no Recreio (do Bandeirantes, Zona Oeste carioca), que foi ótimo. Recentemente, saiu uma matéria do show com Miéle e Chico Caruso, que são maravilhosos. Adoro meu trabalho. E as participações na TV também. Gostariam que fossem mais, viu? (enfatizou, rindo). E ainda estou muito bem, faço meu alongamento, danço… Tenho pernas ótimas! É sério! Olha só…

Ela abaixa a pantalona dourada até os joelhos, e vemos um belo par de coxas, além da linda calcinha, que esconde um proeminente conteúdo.

Nossa, nada de celulite, estrias… Arrasou.

Sabe, eu nunca pautei minha carreira pela beleza, e sim pelo talento. Sei que a beleza ajuda. Tem gente que se anima quando fala nas plásticas e procedimentos mais modernos, quer fazer tudo. Mas acho que a gente tem que saber envelhecer. Senti muito isso vendo a divina Vanessa Redgrave no filme Cartas para Julieta (2010). Ela estava inteira ali, com suas marcas, sua história.  Eu sempre quis ser Bibi Ferreira, Fernanda Montenegro, Bette Davis! Às vezes, entro no elevador e não fico muito satisfeita com o que vejo no espelho, mas, dois segundos depois, penso: ‘É o plano de luz! Não está me favorecendo!’ (risos).

Mas você continua abalando corações dos homens. Mulheres, não, né? Você não gosta…

A única vez que transei com uma mulher foi em Paris, e, mesmo assim, sem querer. Vi que não era a minha, de jeito nenhum.

Conta!

O marido dela me propôs dar o dinheiro de um triplex aqui no Brasil se eu transasse com ela. Eu disse que não. Ele insistiu, insistiu, mas quando viu que não ia acontecer, perguntou se ela poderia ficar nos olhando na cama. Bom, até aí… Só que ela ficou no quarto ao lado. Menina, o homem estava me beijando, abraçando, fazendo carícias, e eu, deitada na cama, de membro duro, quando a mulher veio do nada e sentou-se em cima de mim, começou a subir e descer, apertar os meus seios, e gritar feito louca. Meus amigos homens sempre me disseram que mulher não gozava. Mas aquela… Acho que gozou umas oito vezes. E eu, estática, de olhos fechados, com aquele homem me beijando, acariciando, mas doida pra sair dali. Passei a mão no lençol, e estava todo molhado: percebi que ela também ejaculava! O troço foi amolecendo, mas eu não queria frustrá-la. Comecei a pensar numa daquelas piscinas romanas enormes, em volta aquelees homens maravilhosos gozando, e eu mergulhando… Enquanto isso, ela passou a fazer pompoarismo, que eu não sabia como era. Aí, pensei: ‘Que é isso? Será que ela vai cortar o meu pinto, apertando desse jeito? E não parava de apertar e soltar, um horror!’. Mas, mesmo assim, fui até o final.

E conseguiu o triplex?

Claro! Ele me deu o dinheiro, e comprei o apartamento, quando voltei ao Brasil. Definitivamente, mulher não é a minha (risos).

 

 

 

36 comentários

  1. perfeiiiita a entrevista com a Diva Araújo,… Linda como sempre…ameiii tudo… #TeamVivianeAraujo… amo/sou

  2. perfeiiiita a entrevista com a Diva Araújo,… Linda como sempre…ameiii tudo… #TeamVivianeAraujo

  3. È verdade simone,vs foram os pé de coelhos ao trazerem rogéria pra entrevista Parabéns querida!

  4. Digo, CONVIDADA! Juro que foi erro de rapidez na digitação!!rs

  5. Aguinaldo e Patrício, bom saber que fomos os pés de coelho (rsrsr) da Rogéria. Que depois da publicação da nossa matéria foi conviada pra participação especial em Lado a Lado. Fiquei muito feliz!!! PS. Doctor Ganso, o careca na foto foi identificado no primeiro capítulo, digo, primeira parte da entrevista: é Ronald Monteiro, personal stylist da Rogéria. E qto às pantalonas, voltaram à moda. Num estilo mais larguinho, formando o modelo de uma saia longa quando a mulher está com as pernas unidas. Lindassssss e femininas demais!!! Bjs!!

  6. Nãaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!Paratudoooooooooooooooooo….
    Não falei que vc é maravilhosa!
    Vai estar em lado a lado é?
    Mas não perco por nada desse mundo,o cap,em que participará.
    Agora eu fiquei surpresa.
    Eu sou um pé de coelho mesmo!

  7. Passando por aqui me bato com Rogéria novamente, então, olhei pro lado e vi o corintiano Aguinaldo (viu Spectro – Méier), esbravejando no twitter contra os comunistas. Desconsiderei a sua twittada, provavelmente por hábitos do tempo que eu ainda clinicava, (na prática psicanalítica não se escuta nada ao pé da letra, mas buscando o sentido oculto que cada palavra sempre trás) e me perguntei: Aguinaldo é um ser humano capitalista ou socialista? Não me perguntei se ele tem orientação política de direita ou esquerda (essa é uma outra questão, e adianto que tenho amigos tanto de direita como de esquerda que amo). Me perguntei se ele gosta, ou é simpatizante ou age como um capitalista ou um socialista (?). Não precisei pensar muito. A resposta veio curta e grossa. Aguinaldo é a as duas coisas.

    A verdade é que não só Aguinaldo, mas todos nós somos capitalistas, já que estamos inseridos em um sistema financeiro que privilegia o capital e molda não só nosso trabalho como nossas relações humanas e nossas escolhas do dia-a-dia. Fato é que declarar-se capitalista, quase sempre se é taxado de escroto, ganancioso, egoísta, entre outros adjetivos menos nobres, mas não podemos esquecer que Marx e Engels, no Manifesto do Partido Comunista, elogiam o Capitalismo logo no início do texto, só depois é que eles lançam suas críticas mais ferrenhas a ganância da burguesia e a escravização por ela, da chamada classe operária (quando Marx e Engels escreveram o manifesto, o salário do operário mal dava para comprar um quilo de café; e vemos isso em muitos “cantões” do Brasil ainda hoje). Eles reconhecem que sem o Capitalismo não existiriam as maravilhas do mundo moderno: as navegações, as estradas de ferro, a indústria moderna, a produção em massa. O problema é o capitalismo selvagem. É a concentração de riqueza esquizofrênica, psicopata, doentia (olha o Brasil aí, geeente!).

    Acho louco quando alguém critica o consumismo por quem ganhou sua grana honestamente; porra!!! deixar de comprar coisas caras ou supérfluas (sic) não vai te fazer menos capitalista do que as outras pessoas que te cercam. Eu acho que é possível viver no Capitalismo e ter algumas ideias e práticas socializantes. Misturarmos o que há de positivo nas duas experiências. Há países capitalistas perversos e países socialistas perversos. Há gestos de ditadura nos dois regimes. Há ações sociais legais tanto nos EUA como em Cuba, como há coisas ruins nesses dois países. Quem de nós aqui não quer o bem-estar do próximo ? Quem não apoia o fim do trabalho escravo nos regimes capitalistas de alguns países (olha o Brasil aí novamente, geeente!)? Quem de nós nunca criticou a falta de liberdade nos regimes soviético, cubano e chinês? Quem de nós não elogia o modelo de saúde cubano? Ou o modelo educacional norueguês?

    Sábio George Orwell, que conseguiu transmitir em seu “A Revolução dos Bichos” todos os problemas vividos por aqueles que um dia pegaram em armas por um mundo mais justo…

    No fundo, o país que queremos é um país justo, pelo menos um tiquinho, por que tá foda, no mundo todo.

    Estou convencido que Aguinaldo, generoso como é, …é tão socialista (ou não é um impulso socialista tirar 100 paus da conta bancária para bancar um concurso de roteiro para bando de marmanjos roteiristas?) como apreciador dos quitutes do capitalismo (leia-se Elizabeth Arden Eight Hour Cream Sun Defense For Face MEN- o protetor solar mais caro do mundo – viu Spectro – Méier).

  8. MEO BOM COLHEDOR DE HORTÊNCIASSSSS! KKKKK! DEMAISSSS ROGÉRIA!!

    Eu ri demaisssss com esta entrevista!! Olha, Simone e Patrício, foi o top da diversão!! Genteeeee, demais e demais!!! A parte dela transando com mulher foi demais!!!!

    E como ela é destemida, hein? Caramba!!! É coragem que muito homem não tem! hahaha!!!

    Fco. Patrício! Super ultra parabéns pelas fotos! Super mesmooooo!! Estão demais! E elas correspondem perfeitamente ao clima da entrevista! Fotos escolhidas e tiradas a dedo!!

    Gostei muitíssimo!!!!

    ;]

  9. Da série> Perguntas jamais feitas ao autor, do nosso Spectro:

    Aguinaldo, no verão intenso qual o FPS do seu protetor solar?

  10. BRASILEIRO É PREMIADO NO FESTIVAL DE SUNDANCE

    O diretor e roteirista baiano Aly Muritiba foi um dos premiados pelo Sundance Institute, nesta terça-feira (22). Seu primeiro projeto de longa, “O Homem que Matou a Minha Amada Morta”, que deve começar a ser rodado em outubro em Curitiba, onde Muritiba mora, ganhou o Global Filmmaking Award no Festival de Sundance, criado pelo ator Robert Redford.

    O brasileiro (ao lado de três outros cineastas) receberá US$ 10 mil (R$ 20 mil) para investir no aprimoramento do roteiro, acesso a reuniões criativas do instituto, participação em um laboratório de longas-metragens e um ano de orientação dos professores de Sundance.

    Selecionado em uma lista preliminar para disputar o Oscar 2013 de melhor curta em live-action por “A Fábrica” –que ficou de fora dos cinco finalistas–, Aly Muritiba agora prepara seu longa de estreia. “O Homem que Matou Minha Amada Morta” é sobre um marido de luto pela morte da mulher até descobrir um vídeo que muda toda sua perspectiva de vida.

    Fonte: UOL

  11. Betty Faria não quer Deborah Secco como nova “Tieta”

    http://f5.folha.uol.com.br/televisao/1218713-betty-faria-nao-quer-deborah-secco-como-nova-tieta.shtml

    Eu também acho que Deborah Secco não tem nada a ver com Tieta…

  12. Perguntas jamais feitas ao autor: Aguinaldo, você torce para qual time de futebol ?

  13. Simone,

    De todas as suas entrevistas realizadas, até o momento, sem dúvida, essa foi a melhor. Não que as outras não tenham sido, pelo contrário, pois cada entrevistado tem um perfil diferente e uma boa história para contar, mas é que a Rogéria é um mito, uma verdadeira diva. São poucas as pessoas que têm coragem e transparência para dizer tudo sem pudores ou jogo de cintura. Ela só se transformou nessa estrela porque sempre teve esse comportamento e venceu num país altamente preconceituoso.
    Parabéns, Simone!!
    Parabéns, Rogéria, por essa lição de vida!!!

  14. Moço de Carpina, vossa senhoria tem email.

  15. E faleceu a atriz brasileira Lídia Matos (88 anos), uma grande perda das artes cênicas.

    Gostava muito de ver essa atriz em cena. Tinha uma expressão muito forte. Participou de novelas importantes na televisão como “A Próxima Vítima”, “Quem é Você”, “Brilhante” e “Chanpagne” (onde interpretou a maquiavélica Carlota- eu vi uma vez no vídeo show).

    Espero que ela esteja em paz!

  16. Boa noite, portal,

    Não conheço a Rogéria pessoalemente, mas ela tem jeitinho daquelas pessoas bem amigas, que todo mundo adora. Deve ser uma excelente vizinha, uma colega querida por todos. Além de ser esta artista TA-LEN-TO-SÍS-SI-MA. Rogéria foi a primeira grande imitadora do Brasil, um ícone, e todos os transformistas que vieram depois se espelharam em seu trabalho.

    Foi bom conhecer algumas histórias de sua vida, mas chamou-me atenção seu lado religioso. Achei ótimo!

  17. AGUINALDO, e demais amigos do site!

    Boa noite!!!!

    Que delícia essa entrevista da Rogéria! Grande figura e artista. Jamais me esqueço de que ela foi a assistente de fada madrinha da Tonha em Tieta. Não vejo a hora do Viva reprisar esta novela.

    Aguinaldo, querido, gostaria de que você me falasse de duas figuras brasileiras que serão retratadas no cinema este ano: Lota Macedo de Soares, do filme Flores Raras, e Nise da Silveira, do filme Engenho de Dentro, que serão interpretadas pela Gloria Pires.
    Como homem culto e grande jornalista que é, o que de novo você poderia nos trazer dessas personagens, dessas duas grandes brasileiras?

    E, mais, ainda existe o plano de voltar a trabalhar com a Gloria em sua próxima novela, como divulgado quando da impossibilidade de ela fazer a Griselda, aquele compromisso implícito ou explícito que firmaram?

    Um cheiro!

  18. Não desmerecendo as outras entrevistas, mas as respostas de Rogéria, daria uma minissérie e tanto. Humor, drama e paixões de Astolfo – a história de Rogéria, sem cortes.

  19. Cena da morte da Jéssica ontem SENSACIONALLLLLLLLLLL!!!!!!!!!
    Palmas.
    Palmas e mais palmas para as atrizes Cláudia Raia e Carolina Dickmann.

  20. Aguinaldo,Patrício e amigos!

    Esse é o retrato do Brasil,postei no meu facebook,qualquer semelhança é apenas um detalhe.

    Dhomini: O mentiroso.

    https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/64277_467245163323710_1685203066_n.jpg

  21. Lula Portugal Jr,

    Não sei o que acontece com meu face,mandei convite pra muitos amigos e ninguém recebeu, acho que deve ser algum bug.Tenta entrar por esse link.

    http://www.facebook.com/pages/Arriéguabrasil

    Abraços.

    PS: Devem ser parentes,mas não conheço.

  22. Mourão,

    deixa o link pô, ou me manda um convite add, que não achei tu não (!), achei uma tal de Renatinha Mourão e um tal (acho) de Terasopecisonicoclísedes Mourão (né tu não, né? rs) ~

  23. Lula Portugal Jr,

    Passa no meu face e olha quem convidou o Matheus Levi para o PT..hehehe.

    Olha o detalhe do dedo.

    Abraços

  24. O cara aproveitou a chuva que caiu no Rio de Janeiro e aproveitou a promoção num supermercado.

    https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-snc6/252606_467166689998224_887508360_n.jpg

  25. ”Ela abaixa a pantalona dourada até os joelhos, e vemos um belo par de coxas, além da linda calcinha, que esconde um proeminente conteúdo.”

    hahaha! Com todo respeito,claro!

    ( Simone, ”pantalona” eu ouvia na infância.Adorei ”ouvir” de novo,risos ).

  26. E falando em infância lembrei o seguinte:

    O adulto caminha sobre o chão da infância.

    Quanto mais buracos/fendas,maiores serão os tropeços/quedas/contratempos… Ou não.Tudo depende desse ”chão”.

    Isso tá bem legalzinho de ler em ‘Perdas e Ganhos’ de uma gaúcha chamada Lya Luft.

  27. Katita,

    Os gansos estão ansiosos para ver vc na telona.

    Ontem a turma foi ver ”De Pernas Para o Ar II” e não quis acompanhá-los. Disse-lhes que minha próxima ida ao cinema seria para ver vc e Crô.

    Fui perdoado.(risos)

  28. Bullying quando criança? Que nada!

    ”Os meninos da vizinhança me adoravam: todos queriam transar comigo (risos). Mas eu mantinha a distância. Adorava brincar de Cleópatra. Eles me carregavam numa liteira improvisada (cadeira sobre duas varas de madeira, usada como transporte dos ricos na antiguidade) e quando um passava a mão na minha perna, eu brigava. Mas depois… Mandava todos pararem de frente pra mim, à distância, e ficava me exibindo, enquanto eles se… (gesto característico e risos)” by Rogéria.

    hahaha! Bela infância…

    Melhor trecho,melhor parte da entrevista. Salve Rogéria!

    Salve Simone! Salve Patrício!

    E quem é o careca que aparece nas fotos? Indaguei-me ( by R. Lima).

  29. Rogéria querida,hiiiiiiiiiii negaaaannn!! vc tem legião de fãs espalhado por esse brasilzão a fora.Nos programas que vc aparecia– a audiencia ia lá em cima.sempre quando alguém me falava:-olhe, a Rogéria vai estar hoje em tal programa não perca!! Lá ia eu correndo pra ve-la. Não perdia de ver nada que fosse relacionada a vc.
    Me lembro que em 84, vc reinava absoluto nos carnavais e não tinha Roberta close e Telma Lipe certo! Lá estava tu imperando por tudo quanto é canto:linda,fina loira, e só no cabelão parando tudo… participando do programa do chacrinha.
    Sempre,sempre toda a vida teve seu brilho próprio:
    Nunca precisou se espelhar em ninguém pra faser sucesso.Artista talentosa que sempre foi, era convidada de honra nos programas,e novelas.
    Falo isso pra juventude de agora saber quem era a Rogéria.
    Eu também era bem louca quando mocinha.
    Não deitava pra ninguém!Quando eu me assumi.
    Bati o pé e disse: “nãaaaao!! vou virar uma mocinha e pronto!Quero ver quem vai mandar em mim!
    Em 84 naquele embalo gostoso insquecível inerrepetível dos anos 80 com a chegada de Roberta close e tudo mais,Tempinho do “am,wat,more am” da glória gaynor e novela Partido alto. quando meus cabelos os meus cabelos ainda eram new wave, a la chitão hihihih (risos)Neeeem quis saber, aproveite o embalo da moda de gayzinha trucada que era… não cortei mais os cabelos.
    Tomei hormonios…derrepente,em 85 época de Roque santeiro.Quando vi já estava uma baita de uma moçona. Estava lindaaaa… de cabelão preto hahahaha (Ninon da novela) O bom das bi, é que a comédia e o drama andam lado a lado.
    Nossa!foi um fusue daqueles na frente do quartel,quando resolvi me alistar, abusaaaada que era… já tinha lutado com meu irmão,apanhado e tudo mais.Portanto Não tinha medo de mais nada na vida. Me emperiquetei toda, e as 7 da manhã em ponto, fui bem louca me alistar.Ah,porque?
    Não queriam me deixar, entrar no batalhão.
    Foi aquela confusão! Pois pensaram que eu era uma mapozinha(mulher) Nossa já passei tanta coisa nessa vida.Eu fui ridicularizada pelos militares,lá no batalhão.Me senti Jesús na cruz ,mas não deitei pra eles, desfilei nuazinha.Hi, eu sou do bafão forte!! Meu irmão, foi meu algoz,fui expulsa de casa,mas voltei fina, “a la Tieta” tombando com ele e todos os outros inimigos.
    Assim como vc, eu também tenho um amor imenso por minha mãe,minha rainha do nilo.Hoje ela está com 90 anos. Dou muito valor a essa santa.E Graças a essa querida, levo uma vida de sossego. Morei na rua só por um tiquiquinho de tempo.
    Mamãe não deixou que eu sofresse.
    Mas em compensação sofri muito nas mãos das mafiosas da rua.Nunca fui uma celebridade, uma ninfetinha, capa de revista belissima!.Mas sempre fui artista e honesta com os homens, sempre fina e educada.sabia ganhar o coração deles.Meu corpinho sempre foi lindíssimo e me ajudou muito! E eles todos sabem né! Adoram corrrpinhuuu hahahahaha Esse era meu segredo. Por isso minha estrela brilhava lá em cima, no alto.As outras recalcadas se cortavam ficavam inconformadas comigo: Elas eram belas viajadas e italianas.E eu,porém nunca sai do Brasil. fiz a vida por aqui mesmo! As vezes quando chego da rua cedo pego um espelhinho,e fico brincando,digo pra mim mesma: Loira,maravilhosa!Fez um sucessão ontem,hein? Divina! como vc está gostosa!o tempo so lhe fez bem!Do um beijinho no espelho e vou dormir feliz.A verdade é essa. Precisamos gostar de nós mesmo. se não, quem vai gostar?
    Querida muito sucesso e saúde pra vc.
    que Deus te abençoe e te demuita saúde.

  30. Ótima entrevista. Ótima entrevistada. Também não entendo porque tanto preconceito contra os homossexuais. Quanto mais sabedoria acumulo para entender o mundo, mais percebo o quanto, quase sempre, sei menos. As raízes das verdades são os fatos…
    Acabo de receber por email, um vídeo da assessoria do deputado Jean Wyllys, contendo imagens de uma cruzada do movimento Tradição, Família e Propriedade (TFP) pelas ruas de Curitiba, no último dia 14, contra os homossexuais, que resultou num grande quiproquó entre gays e fascistas.
    E pasmem (ou não): Militantes da TFP usando trajes do século XVIII que lembram militares, juram que apanharam dos gays em Curitiba e ofereceram denúncia por agressão contra eles na Justiça Criminal; vejam o vídeo abaixo. Ridículos!

    Um beijo, Simone. Um beijo, Rogéria. Parabéns as duas.

    > TFP x Gays em Curitiba <
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Y_VYdQCF0yM#!

  31. Eita ferro!
    8 vezes, sem querer, triplex e o diabo a quatro!
    Um baul dourado cravejado de brilhantes e óteeeeemas histórias, a vida da super Rogéria – so far!

    Infelizmente não tive o prazer de vê-la no palco, porém tenho certeza que amaria.

  32. Ai, não! Simone, Patrício e Aguinaldo!

    Pára! Pára tuuuuudo! kakakakakakakakaka! Adorei! Não tem como não rir! kakakakakakaka!”Que é isso? Será que ela vai cortar meu pinto, apertando desse jeito?” Não consigo parar de rir! Outra: Às vezes, entro no elevador e não fico muito satisfeita com o que vejo no espelho, mas, dois segundos depois, penso: ‘É o plano de luz! Não está me favorecendo!’ (risos). Adorei, essa vou anotar no meu caderninho pra lembrar de me dizer quando não gostar do espelho (risos).

    Maravilhosa, é por isso que todo mundo a adora. Pra frente, positiva, lotada de bom humor!

    Sabe, minha família é bem careta, minha mãe era um pouco moderna, mas era de uma outra geração (essa que a Rogéria se referiu, em que as mulheres casavam virgens), hoje ela teria 90 anos. E minha mãe, simplesmente, adorava a Rogéria. E não só ela, minha tia tb, que essa, sim, é bem careta. Rogéria sempre pôde tudo, sabe por quê? Porque ela é autêntica!Sempre ouvi minha tia dizer:”Ah, mas a Rogéria não é dessas, ela assume o que é!” Ela é isso e aquilo, só elogios! Eu sempre achei muito curiosa essa admiração das senhorinhas pela Rogéria, quer dizer, mesmo não sendo convencional ela agrada até os convencionais, e isso é bárbaro! E acho que isso se deve a dignidade que ela tem e ao talento aliado ao carisma.

    Palmas pra Rogéria, deusa, atriz maravilhosa! E devo confessar que adooooooro quando ela diz que não cortaria o pinto e o nome dela é Astolfo! Bem resolvida. Tudo de bom! Ela, que não é boba nem nada, consegue ter o que mais admiro no gay: a objetividade do homem e a sensibilidade da mulher.

    Nunca me esqueço da minha amiga Lara Romero que uma vez disse pra mim, e eu adorei: “Kátia, ele é gay mas ele é homem!” Foi na época do Patchwork, Moa enlouquecido com as mulheres mega subjetivas, que vem detalhe em tudo (risos).

    Enfim, adoro, adoro e adoro Rogéria, desde criança, influência desde pequena lá de casa. A adorei em TiETA e em DUAS CARAS, quase morri quando a vi adentrar naquela oficina mecânica, INESQUECÍVEL!Eu amei!

    No próximo monólogo ou show dela (eu que sou difícil de sair de casa) irei de qualquer jeito!

    Beijos querida, te adoro! Sou sua fã!!!!!E quero te ver em muitas novelas! Porque o Brasil te ama!!!!

    (adorei o pano de fundo com sua foto, adoro auto-estima, vc é tudo de bom!)

    Beijos queridos!

  33. A LINDA MORENA arrasou nessa entrevista.Lindíssima nas fotos que estão na galeria e conduziu divinamente a entrevista com essa grande artista Rogéria.Parabéns sua linda!!

  34. BEAUTIFUL PEOPLE IN RIO DE JANERO FRIENDLY PEOPLE IN BRAZIL AND LULA IS OUR BEST FRIEND.
    THIS PRETTY WOMAN LOOKS LIKE ARE FAMOUS SINGER
    LEILA FOROUHAR http://www.youtube.com/watch?v=bDGSsSG7iHc

    BEST WISHES TO EVERYONE FROM SHIRAZ,IRAN

  35. Bela entrevista.

    Dá minha parte, fiz no meu facebook uma compositing. Deixo para o Aguinaldo,Rogéria, Patrício e Simone, como forma de homenagem pela bela entrevista.

    https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-snc6/263895_466903433357883_798556739_n.jpg

    PS: Espero que ela não me mande tomar no toba.

Trackbacks/Pingbacks

  1. O PRAZER SEXUAL NÃO PRESCINDE A LIBERDADE DE PENSAR « ( E.V.S. ) - [...] ROGÉRIA, PART TWO: “MEU SOBRENOME É PINTO E NÃO PRETENDO CORTÁ-LO!”   de aguinaldo silva     [...]
  2. ROGERIA… « ( E.V.S. ) - [...] ROGÉRIA, PART TWO: “MEU SOBRENOME É PINTO E NÃO PRETENDO CORTÁ-LO!”   de aguinaldo silva     [...]
  3. ROGÉRIA, PART TWO: “MEU SOBRENOME É PINTO E NÃO PRETENDO CORTÁ-LO!” « ( E.V.S. ) - [...] ROGÉRIA, PART TWO: “MEU SOBRENOME É PINTO E NÃO PRETENDO CORTÁ-LO!”   do AQUINALDO SILVA de aguinaldo silva     [...]

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Security Code: